Connect with us

Curiosidades

Curiosidades sobre Londres na época do Império do Romano

Publicado

em

Uma das civilizações mais influentes e importantes da história da humanidade, o Império Romano (27 a.C. e 476 d.C.) ainda chama a atenção do mundo. Sem mencionar que as suas guerras, conquistas e gladiadores são sempre lembradas em produções da indústria cultural.

E qual é a relação de Londres com Roma? Bom, a cidade surgiu na era romana, no ano 43 e foi chamada de Londinium pelos romamos. Séculos depois após sua fundação, Londres se tornaria a cidade mais importante da Britânia, a então província romana localizada ao centro-sul, onde hoje está, atualmente, a Grã-Bretanha. Selecionamos abaixo algumas curiosidades e fatos importantes a respeito de Londres na era romana.

Revoltas contra o império

Conforme Londinium (Londres) crescia, a cidade atraía diversos grupos étnicos de várias partes da província em busca de oportunidades, mas também havia revolta e resistência contra Roma. Por exemplo, no ano 60 da era cristã, a rainha Boadiceia, de origem celta conseguiu reunir outras tribos da Britânia – que promoveram uma das revoltas mais intensas contra o Império Romano.

Ela chegou a contar com mais de 30 mil homens para o combate. A rainha se revoltou contra Roma após perder todos os seus bens, depois da morte de seu marido, que era o rei do grupo icenos. Os romanos a humilharam em praça pública e também exploraram e escravizaram suas filhas.

Incêndio no ano 60

Boadiceia conseguiu afastar o Exército romano da cidade e incendiou parte do território. Milhares de pessoas, entre comerciantes e nobres romanos, foram mortos durante o incêndio, segundo publicação no site “History”. Os prejuízos financeiros para cidade foram imensuráveis.

Prosperidade no ano 100

Londinium se reergueria no ano 100 e nessa época vivenciou uma fase de prosperidade. Produtos de luxo eram enviados para atender as demandas dos nobre, bem como novas aquisições de escravos. Com a visita no imperador Adriano, no ano de 122, a cidade atingiu seu apogeu, no contexto cultural e econômico também.

Nessa época, também ocorria o mercado de exportação de cobre, prata, dentre outros. As mercadorias movimentavam as atividades no porto, através das chegadas e saídas de navios

Capital cercada por muralha

No século 2, Londinium se tornou a capital da Britânia e nessa época, ganhou prédios e novas construções – especialmente – por causa da visita do imperador Adriano. Os romanos construíram uma muralha que cercava a cidade, ela durou mais de 1.600 anos. Um século depois, a cidade atingiria a marca de mais de 50 mil habitantes.

Crise e declínio

No século 3, Londinium entrou numa fase de crise financeira e instabilidade política, que atingia todo o império, além do aumento de ataques de piratas e bárbaros. Com a quantidade de revoltas, no século 4, como forma de punição a cidade, o império demoliu prédios e construções, o que agravou ainda mais a crise financeira.

Cidade abandonada

Nos últimos séculos de dominação romana, a cidade esteve abandonada e a população sofria com as invasões bárbaras, mas Roma negou ajuda a cidade e toda a província. Com a queda do império, Londinium perdeu muitos habitantes, a maioria migrou para outras regiões. Por um bom tempo, a cidade ficou praticamente abandonada.

Continue Lendo

Curiosidades

Algumas dicas de inglês em Londres

Publicado

em

“Do you speak english?”

Se a resposta foi algo parecido com:

  • Uhmm
  • Oi?
  • Pode repetir?
  • Este vídeo é pra você! Nele você vai aprender a falar inglês em apenas alguns minutos…. ahahaha! Claro que não! Mas é uma conversa descontraída e vale a pena conferir!
  • Continue Lendo

    Aonde Ir?

    Requinte e sofisticação: os lugares mais luxuosos de Londres

    Publicado

    em

    Como qualquer cidade cosmopolita, Londres apresenta diversos lugares e roteiros para todos os públicos. É possível encontrar uma infinidade de passeios para qualquer bolso. Quem quer gastar menos (ou quase nada) pode recorrer a diversas atrações culturais e de entretenimento disponíveis na cidade inglesa, mas se a preferência é por lugares de requinte, charme e sofisticação – há muitas opções. Selecionamos abaixo uma lista que inclui centro de compras, hotéis, entre outros.

    Ruas com residências caríssimas

    Compton Avenue é um dos endereços com o metro quadrado mais caro de Londres. Para se ter uma ideia, os imóveis por lá podem custar em torno de 8 milhões de euros, segundo o Telegraph.  Park Place Villas também tem mansões a preços elevadíssimos, em torno de 7 milhões de euros, bem como a Courtenay Avenue. E os preços podem ser elevados, em Frognal Way  é possível encontrar residências avaliadas em mais de 10 milhões de euros.

    Este slideshow necessita de JavaScript.

    Três luxuosos hotéis

    Rosewood London é considerado o mais luxuoso hotel de Londres, como aponta o site The Luxury Travel Expert. São 262 quartos e 44 suítes luxuosas, que estão entre os maiores espaços da cidade, quando se fala de quartos de hotel. O local traz ambiente sofisticado, tradicional e também contemporâneo.

    Outro hotel cinco estrelas bastante aclamado é o Bulgari, localizado no centro da cidade, ao lado do Hyde Park. De lá, é possível ir a pé a lojas de departamentos tradicionais, como a Harrod. O hotel alia contemporaneidade e elegância. São 85 quartos, com suítes. O hotel também conta com um cinema exclusivo para os hóspdes, com capacidade para 47 lugares, além de um spa.

    The Lanesborough é o terceiro hotel mais luxuoso, segundo a lista do The Luxury Travel Exper. O estabelecimento conta com 93 quartos, em meio a design de ambiente assinado por Alberto Pinto, referência na área.

    Este slideshow necessita de JavaScript.

    Centro de compras de luxo

    Quem procura ambientes luxuosos, evidentemente, também busca por centro de compras no mesmo patamar. Primeiro, é indicado dar uma passada na Bond Street, repleta de lojas de marcas caríssimas, em termos de moda, além de estabelecimentos que comercializam objetos de antiguidade, obras de arte, entre outras opções, segundo o Visit London.

    E que tal comprar em uma loja que coleciona clientes como a rainha da Inglaterra? Se gostou da ideia, não hesite em passar pela Fortnum & Mason. Fundada no século 18, o local disponibiliza produtos como chás especialíssimos. O estabelecimento também conta com restaurantes.

    Outra loja bastante tradicional é a Harrods, fundada na metade do século 19. São sete andares e 330 departamentos que disponibilizam centenas de produtos de qualidade e bastante valorizados no mercado, desde alimentos, roupas e produtos diversos. O empreendimento também conta com cerca de 20 restaurantes internamente.

    Outra opção para para fechar a lista de centros de compras luxuosos é o Liberty, fundado no final do século 19. O local traz coleções de moda assinadas por estilistas de renome, como Vivienne Westwood. E entre o intervalo entre uma compra e outra, os clientes podem aproveitar os serviços de um salão de beleza dentro da loja.

    Este slideshow necessita de JavaScript.

    Continue Lendo

    Aonde Ir?

    O que você sabe sobre a British Library?

    Publicado

    em

    Por

    A British Library é uma das bibliotecas mais tradicionais e importantes de toda a humanidade.

    Quer saber por que? Leia esse texto!

    shutterstock_151670951

    A British Library fica em Londres na Euston Road, 96. E é um ponto obrigatório pra quem vai ao Reino Unido.

    O edifício que hospeda o acervo milenar da biblioteca foi projetado pelo arquiteto Sir Colin St John Wilson no final do século xx e recebe uma cópia de todo e qualquer livro veiculado no Reino Unido, são cerca de 3 milhões de novas obras todo ano.

    A grandiosa biblioteca britânica oferece muito mais que livros, os visitantes encontram selos, manuscritos, mapas, jornais, partituras e outros materiais em seu acervo. São mais de 150 milhões de itens.

    Além da grande quantidade de material, a British Library abriga coleções raríssimas, verdadeiras “joias da literatura” e registros que revolucionaram tudo que conhecemos hoje.

    O caderno de anotações de Leonardo da Vinci

    Leonardo da Vinci foi uma das figuras mais importantes do Alto Renascimento, sua genialidade lhe permitiu explorar diversas áreas de conhecimento distintas. Foi inventor, cientista, arquiteto, pintor, músico, escultor, poeta e muito mais.

    Suas anotações contam a história de suas obras e como foram desenvolvidas. Você já deve ter ouvido falar da Mona Lisa e da Última Ceia. As duas estão entre as pinturas mais famosas, mais reproduzidas e mais “parodeadas” de todos os tempos.

    5-1-640x421

    Seu desenho do Homem Vitruviano é reproduzido por todas as partes se tornando um ícone.

    Estampa desde o euro até camisetas e souvenirs.

    O acervo do museu é um importante colaborador às futuras gerações de artistas por ter um acervo online!  O caderno de anotações de da Vinci pode ser visualizado aqui. Imperdível!

    Documentos de Mozart

    Wolfgang Amadeus Mozart começou a compor aos cinco anos de idade e foi autor de mais de seiscentas obras. Sua produção foi louvada por todos os críticos de sua época, embora muitos a considerassem excessivamente complexa e difícil, sua influência no âmbito musical foi utilizada por vários outros compositores ao longo dos tempos.

    shutterstock_197492024

    Suas inacreditáveis partituras e escritos de sua autoria constam no acervo da British Library. Não deixe de conferir!

    Discursos históricos

    Se Londres estiver no seu roteiro, passe pela Biblioteca Nacional!

    Os visitantes têm acesso a alguns dos principais discursos e registros em áudio de algumas das personalidades mais importantes de todos os tempos.

    A lista é extensa e inclui exemplos como Nelson Mandela, o mais importante líder da África Negra.

    Ele ganhou o prêmio Nobel da Paz e é considerado o pai da moderna nação Sul- Africana.

    O seu registro de áudio que está hoje na British Library aconteceu durante seu julgamento nos anos 60.

    shutterstock_349795730

    Cursos disponíveis na biblioteca

    Além de contar com um acervo primoroso, a British Library também disponibiliza cursos inusitados e que abordam temas diversos!

    Os cursos relacionados a dialetos da língua inglesa e suas variações são ministrados na própria biblioteca.

    Eles têm duração de um dia e o investimento é de £220.00. Já para quem tem a carteirinha internacional de estudante o valor é £187.00.

    A próxima aula está prevista para novembro de 2016.

    shutterstock_312056099

    Você pode também se interessar por um curso diferente, o de Conservação de Obras! Ele aborda técnicas de manutenção com especialistas e estudiosos renomados do setor.

    Sua única aula que acontece na sede da biblioteca, ainda não tem data para próxima turma. O valor do curso é £55.00 e os estudantes tem desconto de £8.00.

    Para obter mais informações sobre as inscrições e programações dos cursos, basta ligar para +44 (0)1937 546546 ou enviar e-mail para o seguinte endereço: boxoffice@bl.uk.

    Doações

    Amantes de história, literatura e ciência que ficam maravilhados com o acervo tem a oportunidade de fazer uma doação para a biblioteca!

    O montante arrecadado ajuda na manutenção do acervo e de outros serviços primordiais para o funcionamento do local.

    Qualquer pessoa pode doar, a partir de 5 euros.

    Para participar, acesse: https://support.bl.uk/Donate sendo possível também realizar doações pelo telefone 020 7412 7176.

    Guest Post – Dubbi

    Continue Lendo

    Popular